Site da USP
Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção Universidade de São Paulo

Economia da Produção e Engenharia Financeira

Voltada à pesquisa e desenvolvimento de projetos em questões ligadas à economia da produção, desenvolvimento tecnológico e engenharia financeira, esta área trata de um amplo conjunto de temas relacionados à economia de sistemas e processos de produção, inovação, redes de cooperação, gestão econômico-financeira de empresas e modelagem matemática em finanças.
O grupo de pesquisa está estruturado em duas grandes linhas de atuação:

Economia da Produção

Tem como foco problemas de âmbito global, relativos a modelos de negócios e competitividade; organização industrial e desenvolvimento tecnológico; análise de cadeias produtivas; modelagem econômica de processos; análise de sistemas locais de produção e clusters regionais; análises setoriais e prospecções técnico-econômicas de setores emergentes.
Alguns temas de pesquisa da área são apresentados no que segue:

  • Economia e gestão da inovação e da tecnologia;
  • Integração entre economia e logística;
  • Interação universidade-empresa;
  • Indústrias criativas: o setor de produção musical;
  • Fluxos de informação e conhecimento inter-organizacionais;
  • Geografia da inovação e APLs;
  • Redes de cooperação produtiva e aglomerações industriais (clusters);
  • Análise de cadeias produtivas dinâmicas;
  • Sustentabilidade na cadeia produtiva.

Engenharia Financeira

Os problemas tratados nesta linha de pesquisa direcionam-se para solucionar questões ligadas a modelagem quantitativa, análise econômico-financeira, pricing, sistemas de gestão de custos e integração de modelos econômicos financeiros com sistemas de informação gerencial. Alguns temas de pesquisa da área são apresentados no que segue:

  • Gestão econômico-financeira de organizações produtivas em diferentes âmbitos, tais como empresas, cooperativas, fábricas recuperadas, entre outras;
  • Tomada de decisão econômico-financeira relativa à localização, capacidade industrial, mix de produtos, custos e preços de produtos e serviços, e análise de investimentos;
  • Modelos de formação de preços e de custeio;
  • Gestão financeira do agronegócio: modelos estatísticos e de otimização;
  • Apreçamento e risco em mercados de energia;
  • Métodos de otimização aplicados a finanças: portfólios, opções reais, gestão de risco.