Site da USP
Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção Universidade de São Paulo

Gestão da Tecnologia da Informação

O enfoque principal deste grupo é o estudo da gestão da Tecnologia da Informação (TI), envolvendo aspectos de planejamento e implementação. Engloba a análise e avaliação dos impactos da estratégia e das aplicações de TI em relação à estratégia de negócios e a operações das empresas e na forma pela qual a TI deve ser planejada visando ganhos na eficácia e na eficiência. Estas análises incluem os modelos de Governança de TI. Também foca modelos de gestão do processo de desenvolvimento de software e a avaliação de aplicações de TI com uma ênfase nos aspectos eficiência e qualidade. Estudam-se ainda técnicas avançadas e métodos que permitam analisar e modelar aplicações complexas de TI voltadas para Sistemas de Apoio à Decisão.
Os temas do GTI estão agrupados em três linhas de pesquisa, que de desdobram em projetos que envolvem alunos tanto de pós-graduação (mestrado e doutorado) como de graduação (iniciação científica e trabalhos de conclusão de curso). Estas linhas de pesquisa atualmente são:

Estratégia e Planejamento da Tecnologia da Informação

Os projetos da primeira linha enfocam os impactos da estratégia e das aplicações de TI em relação à estratégia e às atividades das empresas. Estuda-se como a TI deve ser planejada para obtenção de maior eficácia, em uma abordagem ampla e integrada ao negócio da empresa, e focando a TI como ferramenta estratégica e de competitividade. Nesta mesma abordagem estratégica, estudam-se a governança da TI, a gestão do conhecimento e a crescente virtualização das atividades nos contextos intra e inter-empresas, viabilizada por aplicações de TI cada vez mais poderosas, inovadoras, convergentes e interligadas (na chamada convergência digital).

Alguns temas e questões de pesquisa prioritárias:

  • Modelos de governança, sua adoção e implementação, bem como seu impacto no planejamento e a operação das áreas de TI das empresas;
  • O impacto da crescente virtualização de atividades na estratégia e no planejamento do uso eficaz de aplicações de TI e da convergência digital;
  • Análise e a avaliação dos sistemas ERP (Enterprise Resource Planning), de SCM (Supply Chain Management), CRM (Consumer Management Relationship) e de Inteligência Competitiva (Business Intelligence);
  • A integração da gestão do conhecimento e das aplicações de TI com a estratégia de negócios e de operações das empresas;
  • O papel da TI como agente e como vetor para o desenvolvimento tecnológico e para a inovação.

Implementação de Sistemas de Tecnologia da Informação

Na segunda linha incluem-se projetos voltados para a avaliação de aplicações de TI com ênfase na sua eficiência e qualidade. Estudam-se metodologias e técnicas para um processo eficiente e planejado de desenvolvimento de sistemas de informação e de software e métodos para implementar aplicações de TI para a virtualização de atividades e do próprio processo de desenvolvimento de software. Envolvem técnicas de programação, de definição de requisitos de software, e modelos de referência para o processo de desenvolvimento de software (no contexto organizacional) e para a gestão dos projetos de novos sistemas de informação.

Alguns temas e questões de pesquisa prioritárias:

  • Gerenciamento e definição de processos de software com equipes distribuídas no tempo e no espaço;
  • Gestão dos conhecimentos e habilidades dos profissionais envolvidos em um ambiente de fábrica de software, apesar da rotatividade deste mercado de trabalho;
  • Implementação de sistemas de workflow sem a necessidade de grande esforço de programação;
  • Manutenção de sistemas em operação que possam acompanhar com facilidade as rápidas mudanças de negócio;
  • Modelagem de negócios e de processos.

Sistemas de Apoio à Decisão

A terceira linha trata de projetos que estudam a questão das decisões nas organizações através de diversos modelos matemáticos e heurísticos podem ser utilizados nestes processos e as ferramentas computacionais cada vez mais disseminadas que tornam tais modelos mais acessíveis e mais facilmente implementáveis. O dinamismo do ambiente competitivo exige cada vez mais agilidade no tomada e decisões, ao mesmo tempo em que envolve um crescente número de agentes, fatores e informações a serem consideradas. O volume de dados a ser processado e a incerteza que os envolvem implicam em modelos cada vez mais complexos.

Alguns temas e questões de pesquisa prioritárias:

  • Modelagem rápida e adequada de sistemas de apoio à decisão em diversos contextos da atividade empresarial;
  • Sistemas de apoio à decisão mais acessíveis e amigáveis aos usuários;
  • Aplicações complexas de TI, como Sistemas Especialistas, Conjuntos Difusos, Redes Heurísticas e Otimização multi-objetivos e multi-critérios;
  • Modelos para o processo decisório mais sistemático em ambientes de grande incerteza.